Exercícios para perda de gordura

A gordura que se acumula no interior da barriga, chamada de gordura visceral,

pode ser eliminada com a prática de exercícios, principalmente os aeróbicos, como caminhada ou pedalada,

ou aqueles que combinam a parte cardiovascular com exercícios de força, como ginástica funcional ou crossfit,por exemplo.

Desta forma, o corpo irá queimar calorias e diminuir o acúmulo de gordura na região abdominal e no restante do corpo.

É importante lembrar que, além dos exercícios físicos, deve-se combinar uma dieta que facilita a queima de gordura,

pois aquelas ricas em açúcares e gorduras facilitam o acúmulo de gordura e crescimento da barriga.

Confira como deve ser a dieta para eliminar gordura visceral.

A gordura visceral é muito perigosa, pois aumenta o risco de desenvolver doenças como diabetes,

pressão alta e doenças do coração, além de causar a barriga saliente que muitos não gostam de ter.

Algumas das principais formas de eliminá-la de forma eficiente são:

1. Caminhada rápida ou corrida

Exercícios de caminhada ou corrida intensificam os batimentos cardíacos, aceleram o metabolismo e são,

por isso, uma ótima forma de perder gordura visceral.

Entretanto, para colher bons resultados, é necessário praticar esta modalidade por, pelo menos,

30 minutos a 1 hora, 3 a 5 vezes por semana.

2. Pular corda

Pular corda é um ótimo exercício, pois é intenso,

sendo que 30 minutos desta prática é capaz de causar a perda de 300 calorias,

além de ajudar a tonificar os músculos das pernas coxas, coxas, bumbum e abdômen. 

Este exercício não é recomendado para quem tem problemas osteoarticulares dos joelhos,

sendo também recomendado ter um tênis que absorva melhor o impacto do salto.

3. Ginástica funcional

Um bom treino funcional, orientado por profissional de educação física, pode causar uma grande perda de calorias e diminuir em poucas semanas a gordura visceral.

Este tipo de atividade consiste em se exercitar sem o uso de aparelhos de academia,

utilizando o peso do próprio corpo, e o auxílio de cabos elásticos, pequenos pesos e bolas, por exemplo. 

Como são exercícios muito dinâmicos e elaborados de acordo com os objetivos de cada pessoa,

a ginástica funcional é muito indicada para quem deseja emagrecer e perder gordura,

além de também ajudar a fortalecer os músculos de corpo.

4. Andar de bicicleta

Andar de bicicleta é uma ótima forma de eliminar gordura visceral,

pois trabalha a parte cardiovascular e pode provocar uma intensa queima de calorias.

Para isto, é necessário que o exercício seja praticado, pelo menos, 3 vezes por semana,

por 30 a 60 minutos, e de forma intensa, sem apenas estar passeando.

Assim, andar de bicicleta pode queimar até 400 calorias por hora,

além de fortalecer as pernas e o abdômen.

5. Praticar crossfit

O crossfit é uma ótima forma de exercício para queimar calorias e eliminar a gordura visceral por ser muito dinâmico e utilizar vários grupos de músculos ao mesmo tempo.

Desta forma, além de emagrecer, também melhora a capacidade física, aumenta a resistência e fortalece os músculos.

 O crossfit pode ser praticado em academias de musculação, em academias próprias da modalidade ou em casa,

com a orientação de um educador físico.

6. Dançar 

A dança é uma ótima forma de exercício aeróbico, e quando praticada pelo menos 3 vezes por semana,

é excelente para perder gordura abdominal. Algumas modalidade incluem zumba, fitdance, dança de salão ou hip hop,

por exemplo, e são capazes de eliminar até 600 calorias em 1 hora, além de combater a depressão, melhorar o equilíbrio e melhorar a postura. 

Dieta Detox

A chamada dieta detox é um programa alimentar focado na eliminação das toxinas encontradas no corpo,

que podem ter origem ambiental ou serem obtidas por meio da alimentação.

O objetivo é a diminuição do inchaço corporal (acúmulo excessivo de líquidos),

melhora nos indicadores de saúde e também o emagrecimento. Além da perda de peso pela diminuição do inchaço,

o corpo passa a funcionar de forma mais eficiente para emagrecer.

Neste guia você terá todas as informações que busca da dieta detox, desde o cardápio completo até respostas para as principais dúvidas que as pessoas têm.

Geralmente, um plano do tipo envolve a redução da quantidade de toxinas ingeridas

e enfatiza o consumo de alimentos que sirvam de fonte dos nutrientes, vitaminas e antioxidantes que o corpo necessita para seu processo de desintoxicação.

A ingestão de comidas abundantes em fibras e água também é estimulada dentro de uma dieta detox,

graças ao fato de que juntas, as substâncias atuam na remoção de toxinas por meio do aumento do volume de urina e fezes.

Por que as pessoas fazem a dieta detox?

Acredita-se que as toxinas a ingestão de toxinas aliada a um quadro de deficiência nutricional,

que prejudica a habilidade de desintoxicação do organismo, pode resultar no acúmulo dessas substâncias no organismo.

A consequência disso é uma série e problemas como desequilíbrio hormonal,

função imunológica prejudicada, ineficiência do metabolismo

(o que torna o processo de perda de calorias e gorduras também mais ineficiente)

e sintomas como indigestão, lentidão, falta de concentração, dor de cabeça, mau hálito, fadiga, pele ruim e dores musculares.

Entre os benefícios prometidos pelo método estão a perda de peso, aumento de energia,

melhoria da pele e dos cabelos, da digestão e do funcionamento do intestino e aumento da concentração,

clareza, sensação de leveza e combate ao envelhecimento (ação anti-idade).


Como saber se preciso de uma desintoxicação?

Existe uma série de sinais que podem indicar que o organismo precisa passar por um processo de desintoxicação. A lista de sintomas inclui:

  • Falta de energia – já acordar cansado, sentir-se assim o dia todo, experimentando momentos de letargia;
  • Indigestão e prisão de ventre crônica, que é sinal de problemas no sistema digestivo, principalmente se o aumento da ingestão de fibras na dieta foi usado como tentativa para lidar com o problema e trouxe poucos resultados;
  • Diminuição do foco;
  • Sensação de depressão – saiba que há uma diferença entre sentir-se deprimido ou para baixo e ter depressão, enquanto livrar-se das toxinas pode até auxiliar o primeiro caso, o segundo deve ser tratado com a orientação de um médico;
  • Estar acima do peso ou sofrer com dificuldades para emagrecer;
  • Ter problemas para dormir, ficar revirando de um lado para o outro durante a noite;
  • Disfunção sexual – o organismo não recebe as vitaminas e minerais necessários para funcionar direitinho e isso também afeta os órgãos sexuais;
  • Dores de cabeça regulares sem explicação aparente;
  • Acordar com o corpo dolorido e rígido sem ter feito nenhuma atividade no dia anterior que justifique tal sensação;
  • Problemas na pele e reações alérgicas.

Como funciona uma dieta detox

Existem várias vertentes do método,

porém, em geral uma dieta detox prevê o consumo diário de uma quantidade bastante baixa de calorias e são e curto prazo,

ou seja, duram um pequeno período de tempo.

Enquanto algumas vertentes pregam um detox natural, com a ingestão de uma variedade de frutas e vegetais,

suplementos e bastante água, outras incluem o uso de pílulas e métodos de limpeza do cólon e do intestino.


Como fazer – Dicas para a dieta detox

Algumas dicas importantes que quem deseja aderir ao método para desintoxicar o corpo deve ter em mente são:

– Beber bastante água, o que ajuda na remoção de toxinas por meio das fezes;

– Tomar um chá desintoxicante diariamente – acredita-se que as bebidas ajudam a melhorar o sono, a limpar os fígados e os rins e acalmam.

– Tomar sucos detox feitos com frutas e vegetais e escolher alimentos orgânicos que contêm mais nutrientes e vitaminas e não trazem aditivos químicos;

– Consumir probióticos naturais para auxiliar a digestão;

– Dormir bem, a quantidade de tempo necessária para o descanso do seu corpo. Não durma nem pouco, indo deitar-se muito tarde, e nem em excesso, levantando tarde demais;

– Comer superalimentos em cada refeição com antioxidantes e nutrientes como vitaminas e minerais;

– Assistir menos televisão para manter a mente mais limpa;

– Escovar a língua para limpá-la de germes e bactérias;

– Usar farinha de banana verde no lugar das farinhas tradicionais – ela é conhecida por alimentar as bactérias do bem e combater as que não fazem bem, o que traz a saciedade, acompanhada da melhoria da absorção de nutrientes;

– Priorizar frutas cítricas que contêm uma substância chamada limonoide que estimula o fígado a liberar mais toxinas;

– Comer alimentos crus para garantir um bom aporte de agentes desintoxicantes como fibras e água;

– Consumir couve – a verdinha estimula enzimas que neutralizam as toxinas;

– Tomar chá de hibisco que combate a retenção de líquido causadora de inchaço e auxilia a queima de gorduras. Também ajuda a lidar com o açúcar no sangue.

– Beber chá verde com gengibre que acelera o metabolismo e o processo de desintoxicação;

– Comer maçã e brócolis – os alimentos são fontes de antioxidantes que atuam contra os radicais livres que causam doenças degenerativas e causam envelhecimento;

– Faça algumas mudanças prévias.

Para tornar o período na dieta detox mais fácil, antes de iniciá-la faça algumas mudanças na sua alimentação regular:

coma de forma saudável, corte o açúcar,

não exceda na ingestão de cafeína e álcool,

livre-se dos alimentos processados;

Cinco dias antes de iniciar a dieta detox também recomenda-se evitar a farinha que é difícil de ser digerida pelo corpo,

podendo causar desconforto digestivo e inflamação, cortar cafeína e açúcar, dormir bem e beber muita água;

– Diminuir o consumo de alimentos fontes de proteínas e produtos laticínios;

– Beber água morna com limão pela manhã para ficar energizado;

– Lembrar-se de mastigar bem os alimentos;

– Não aliar a dieta detox ao uso de medicamentos diuréticos;

– Ter bastante cuidado com os suplementos utilizados durante o período detox;

– Evitar fumar;

– Evitar consumir frutas secas;

– Não comer em excesso;

– Meditar 15 minutos por dia para desintoxicar a mente;

– Não retornar aos velhos hábitos alimentares nada saudáveis de comer guloseimas, fast food e produtos ricos em aditivos que devolvem as toxinas ao organismo.

– Escovar o corpo para retirar a pele morta e dar espaço para uma nova camada de pele, para que o órgão fique limpo e livre de toxinas;

Alimentos Permitidos

Confira a seguir uma lista com alguns dos alimentos que devem aparecer no cardápio de uma dieta detox:

  • Maçã;
  • Banana;
  • Pera;
  • Laranja;
  • Manga;
  • Kiwi;
  • Morango;
  • Melão;
  • Abacaxi;
  • Couve;
  • Amêndoas;
  • Aveia;
  • Cenoura;
  • Brócolis;
  • Cogumelo;
  • Pimenta;
  • Tomate;
  • Cebola;
  • Batata;
  • Grãos;
  • Lentilha;
  • Arroz integral;
  • Peixe;
  • Nozes e sementes sem sal;
  • Iogurte natural;
  • Azeite de oliva
  • Azeite de oliva extravirgem;
  • Vinagre balsâmico;
  • Gengibre;
  • Alho;
  • Pimenta preta moída;
  • Chás de ervas ou frutas;
  • Chá branco;
  • Algas;
  • Salsa;
  • Erva de trigo;
  • Espinafre;
  • Spirulina;
  • Alfafa;
  • Acelga;
  • Rúcula;
  • Lima;
  • Feijão mungo;
  • Alcachofra;
  • Couve-de-bruxelas;
  • Beterraba;
  • Açafrão;
  • Orégano;
  • Óleo de cânhamo;
  • Abacate;
  • Aspargo;
  • Repolho;
  • Dente-de-leão;
  • Toranja;
  • Capim-limão;
  • Limão;
  • Agrião.

Os Sucos Detox

Eles aparecem no cardápio de boa parte das dietas detox e são apontados como auxiliadores em diversos aspectos.

Isso inclui ajudar a perder peso de forma natural, já que são preparados com frutas e vegetais, sem exigir o consumo de substâncias estimulantes.

Outras vantagens prometidas por esse tipo de bebida são a melhoria do sistema digestivo,

a redução do desconforto abdominal e a melhoria das funções do fígado e do cólon.

Os sucos detox ainda pode ajudar a emagrecer por ser pouco calórico e ajudar a desinchar o corpo.

Entretanto, ele apenas dá uma forcinha e não se trata de nenhum produto mágico já que não tem o poder para secar gorduras de maneira exclusiva e instantânea.

É importante saber ainda que a ação dos sucos detox é potencializada dentro do contexto de uma alimentação saudável

em uma dieta com equilíbrio de calorias e nutrientes

Existem diversas combinações possíveis de ingredientes que dão origem a diversas receitas de sucos detox.

Dá só uma olhadinha em algumas sugestões abaixo.

Nota: Essas combinações abaixo são para você ter uma noção de que tipos de sucos detox existem.

  • Suco detox de chá verde e couve – 150 ml de chá verde natural (não industrializado), ½ maçã e 1 folha de couve;
  • Suco detox de gengibre e hortelã – 150 ml de água de coco, 1 fatia de melão, 1 colher de café de raspas de gengibre e 1 punhado de folha de hortelã;
  • Suco detox de abacaxi e salsão – 150 ml de água, 1 fatia de abacaxi e 1 talo de salsão;
  • Suco detox de laranja e gengibre – 1 laranja, 2 folhas de couve, raspas de gengibre e ½ l de água;
  • Suco detox de erva cidreira com abacaxi – 150 ml de água de coco, ½ xícara e abacaxi picado e ½ xícara de erva cidreira;
  • Suco detox de laranja com limão – 1 xícara de suco natural de laranja, suco fresco de 1 limão, 1 cenoura sem casca e 1 colher de sopa de linhaça;
  • Suco detox de maçã com couve – 2 maçãs, 2 folhas de couve e 1 laranja;
  • Suco detox de tomate – 200 ml de água com gás, 200 ml de suco de tomate, gotinhas de suco de limão fresco e gotinhas de pimenta Tabasco;
  • Suco detox de morango com goji berry – 1 xícara de morangos, 1 colher de sopa de goji berry seca e 200 ml de água de coco;
  • Suco detox de melancia com linhaça – 2 fatias de melancia, suco de limão, 1 colher de café de gengibre ralado e 1 colher de chá de linhaça triturada;
  • Suco detox de batata yacon – 1 batata yacon, 1 maçã pequena, 200 ml de chá verde natural (não industrializado) e 3 amêndoas;
  • Suco detox de uva e canela – 200 ml de suco de uva, 1 colher de café gengibre ralado e 1 colher de café de canela;
  • Suco detox de ameixa com abacaxi – 2 ameixas pretas sem caroço, 200 ml de água, 1 xícara de abacaxi picado, 200 ml de água de coco e 1 colher de sopa de hortelã fresca picada;
  • Suco detox de couve e salsão: 3 folhas de couve, ½ xícara de espinafre, 2 colheres de salsinha, 1 maçã verde sem casca, 1 limão espremido, 1 colher de chá de gengibre ralado, ½ xícara de talo de salsão picado e 2 copos de água mineral;
  • Suco detox de pepino e beterraba: ½ pepino com casca, ½ maçã verde sem casca e sementes, suco de 1 limão, 2 rodelas de beterraba com casca e 1 copo de água;
  • Suco detox de broto de alfafa e couve: 1 xícara de broto de alfafa, 2 folhas de couve, 1 copo de água de coco, suco de ½ limão e 1 fatia fina de gengibre;
  • Suco detox de abacaxi com kiwi: 2 fatias de abacaxi, 1 kiwi fatiado, 1 lima da pérsia descascada, 5 folhas de hortelã e 1 copo de chá verde natural (não industrializado) sem açúcar;
  • Suco detox de uva e coentro: 3 folhas de beterraba, ½ xícara de coentro, ½ xícara de uvas verdes, 1 limão espremido e 1 ½ copos de água;
  • Suco detox de clorofila: ½ xícara de salsinha, 1 xícara de folhas de espinafre, 1 folha de couve sem o talo, 1 xícara de almeirão picado, ½ xícara de broto de alfafa, ½ maçã verde sem casca, 5 folhas de hortelã e 2 copos de água;
  • Suco detox de dente-de-leão: 5 folhas de dente-de-leão, ½ xícara de pepino com casca, 1 xícara de talos de erva-doce, 1 limão espremido, 1 colher de chá de gengibre ralado e 1 copo de água de coco.
  • Suco detox de aipo e alface: 3 folhas de alface, ½ xícara de talos de aipo, ½ maçã verde com casca, 1 xícara de folhas de aipo, 1 lima da pérsia e 2 copos de água;
  • Suco detox de berinjela: 2 fatias de berinjela com casca, 1 laranja, suco de 1 limão, 1 maçã verde sem sementes e 1 copo de água.

Recomenda-se utilizar ingredientes orgânicos no preparo dos sucos para ficar livre de agrotóxicos.

Além disso, couve e espinafre não devem ser consumidos todos os dias porque podem prejudicar a tireoide

e o fígado quando consumidas em excesso. Para não perder as fibras dos ingredientes, não coe os sucos detox.

Outra dica importante em relação às bebidas,

é tomá-las assim que terminar de preparar para que os seus nutrientes sejam preservados e aproveitados.

A história de um homem chamado Joe Cross pode servir como testemunho a favor dos sucos detox.

Ele aderiu a um programa chamado Juice Fast (Jejum do Suco, tradução livre)

que consistia em ingerir somente sucos frescos feitos a partir de frutas e vegetais ao longo de 60 dias.

O resultado foi quem em 60 dias,

ele perdeu 37 kg, alcançou uma redução nos seus níveis de colesterol total e colesterol ruim (LDL)

e a eliminação de uma doença de pele rara chamada urticária crônica, que Joe tinha antes da dieta.

Porém, é importante ter em mente que cada organismo é único e o que serviu para o homem pode trazer sérios problemas para outras pessoas.

Assim, antes de embarcar em uma dieta drástica como essa, consulte um médico de confiança.

Alimentos Proibidos

Agora nós vamos conhecer os alimentos que costumam ser excluídos de uma dieta detox:

  • Carne vermelha;
  • Peru;
  • Hambúrguer;
  • Salsicha;
  • Linguiça;
  • Manteiga;
  • Margarina;
  • Pão;
  • Bolo;
  • Comidas de fast food;
  • Torta;
  • Biscoito;
  • Bolacha;
  • Salgadinhos;
  • Chocolate;
  • Doces;
  • Geleia;
  • Alimentos processados;
  • Comidas pré-prontas;
  • Produtos congelados;
  • Molhos em geral;
  • Maionese;
  • Picles;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Café;
  • Chiclete;
  • Pastilha de menta;
  • Refrigerantes (mesmo diet e zero) e outras bebidas gaseificadas;
  • Alimentos com agrotóxicos;
  • Comidas fontes de gorduras trans.

Quantas vezes devemos nos alimentar ao dia?

Devemos sempre nos alimentarmos de acordo com as nossas necessidades

O ideal seria comer pequenas refeições de 3 em 3 horas totalizando 5 refeições ao dia,

porém, sei bem que as vezes na correria do dia a dia não conseguimos isso..

Então podemos alterar para 4 ou 3 refeições diárias com uma maior quantidade, mas sem abusar,

não deixando faltar nunca o café da manhã, pois quando acordamos o nosso corpo pede nutrientes para ligarmos nosso motor!

E sem esquecer também da água, o ideal seria 2 Litros por dia, sei que é difícil, então podemos começar com 1 litro e ir aumentando aos poucos..

Não podemos esquecer da qualidade dos alimentos ingeridos, não adianta fazer as 5 refeições diárias e beber 2 litros de água se as refeições não são adequadas..

Procure sempre comer no mínimo 1 fruta ao dia, comer sempre uma proteína mais pura

como peixe, peito de frango, ovo, entre outros..

Low Carb

O Que É Dieta Low Carb?

A dieta low carb propõe reduzir a quantidade de carboidratos ingeridos.

A orientação em uma alimentação convencional é que 50 a 55% do que é ingerido no dia seja carboidrato.

Já nos métodos low carb, o macronutriente pode compor entre 45% a 5% do que é consumido em um dia.

É importante ressaltar que a redução extrema de carboidratos, algo abaixo de 40%, até proporciona o emagrecimento,

porém ele não será saudável e pode ter uma série de consequências graves para a saúde.

Quais alimentos incluem os carboidratos?

Os carboidratos incluem alimentos como arroz, macarrão, pão e batata.

Além disso, este método defende que seja priorizado o consumo de carboidratos de baixo índice glicêmico,

aqueles cuja glicose (açúcar) é absorvida em uma velocidade mais lenta e por isso não há picos de glicose e nem de insulina no organismo.

São exemplos de alimentos de baixo IG a batata doce e o arroz integral.

O consumo de alimentos integrais que são ricos em fibras também é estimulado neste método para emagrecer.

Conversamos com especialistas para entender quais são os prós e os contras deste regime.

Como a dieta low carb ajuda a emagrecer


Este método contribui para o emagrecimento saudável ao sugerir que a alimentação priorize os carboidratos de baixo índice glicêmico.

Isto porque quando um carboidrato é ingerido ele tem a glicose que será utilizada pela célula para obter energia.

Caso haja excesso de glicose, ela é estocada em forma de gordura e se for utilizada antes da próxima refeição não há ganho de peso.

Para que o organismo consiga queimar a gordura estocada é preciso liberar um hormônio chamado glucagon que irá retirar essa energia estocada.

Quando a dieta é rica em alimentos com alto índice glicêmico, ocorrem muitos picos de insulina e às vezes eles estão tão altos que o glucagon nunca é liberado.

Sem o glucagon a gordura que está estocada não é queimada e não há perda de peso.

Assim, quando a dieta prioriza a ingestão de alimentos de baixo índice glicêmico há uma alteração menor da insulina e consequentemente ocorre a produção de glucagon.

Quando há a presença de fibras e proteínas a liberação do hormônio também é mais eficaz.

Como ela emagrece?

Quando a dieta low carb propõe uma redução pequena de carboidratos, algo até 40% do que é ingerido no dia, ela também ajuda a emagrecer.

Não só o carboidrato, mas a proteína e principalmente a gordura devem ser bem controlados.

Com uma redução de 10% e com a melhora na qualidade do que será consumido,

a pessoa conseguirá não só um bom resultado, mas também uma reeducação de hábitos alimentares.

Benefícios da dieta low carb
Previne diabetes: Como este regime propõe ingerir apenas carboidratos com índice glicêmico baixo ou moderado,

ele pode ajudar a prevenir o diabetes tipo 2. Isto porque ao ingerir carboidratos de índice glicêmico alto,

ocorre um aumento do nível de glicose no sangue e consequentemente o de insulina.

Quanto mais insulina no organismo, mais ele se torna resistente a ela e é necessária maiores quantidades deste hormônio para transportar a mesma quantia de glicose,

aumentando o risco do quadro de resistência à insulina que pode evoluir para o diabetes tipo 2


Proporciona saciedade: As melhores fontes de carboidratos são aquelas que também possuem fibras, como o pão e o arroz integral.

A substância prolonga o tempo que o alimento fica no estômago e quando chega no intestino diminui a velocidade de absorção de glicose e assim não há picos de insulina.

Desta forma as fibras proporcionam saciedade
Auxilia na perda de peso:

Os carboidratos podem ser aliados na perda de peso quando consumidos de forma correta.

É importante optar pelas versões com índice glicêmico baixo ou moderado, pois, como já foi mencionado, elas contribuem para a queima do estoque de gordura do corpo.

11 Dicas de como manter as unhas lindas e saudáveis

Apesar de não chamarem tanto a atenção, as unhas são componentes importantes do corpo humano.

Elas servem para proteger as pontas dos dedos das mãos e dos pés, auxiliando no manuseio de pequenos objetos e ainda embelezam as mãos.

As mulheres gostam muito de cuidar de suas unhas e por isso se empenham em mantê-las lindas e saudáveis.

Mas como fazer isso?

Confira 11 dicas que reunimos para você que vão te ajudar a deixá-las sempre bonitas.

1 Evite tirar as cutículas

É comum as mulheres tirarem as cutículas quando vão fazer as unhas, no entanto esse hábito não é recomendado, já que as cutículas ajudam a proteger as unhas contra infecções.

O certo é passar um creme sobre as cutículas e mergulhar sua mão em um pote de água morna por cinco minutos.

Dessa forma as cutículas vão amolecer. Depois é só empurrá-las com a ajuda de um palito.

2 Lixe as unhas de forma correta

Você não deve lixar demais as unhas. Deixe sempre um pouco da parte branca, que é a borda da unha.

O certo também é passar a lixa em uma única direção e não ficar movimentando-a para frente e para trás, pois isso pode prejudicar a fibra da unha.

A lixa só deve ser usada para modelar as unhas e não como uma forma de reduzir seu tamanho.

Você não deve deixar o formato da unha redondo, pois dessa forma fica mais fácil de encravar.

Caso sua unha esteja fraca o indicado é que você a lixe em formato oval, assim será mais difícil de lascar.

Você pode passar a lixa na superfície das unhas, mas isso não deve ser feito sempre, uma vez por mês é mais do que o suficiente para tirar a sujeira e células mortas. E lembre-se de fazer isso com a parte mais fina da lixa.

3 Evite usar acetona

A acetona pode facilitar na hora da retirada do esmalte, no entanto ela prejudica as unhas, deixando-as secas, sem brilho e quebradiças.

Por isso o indicado é que você use removedores sem essa substância. Pode demorar mais para sair o esmalte, mas pelo menos não vai danificar suas unhas.

4 Desinfete os materiais que usa para cuidar de suas unhas

É importante que você mantenha os materiais que usa para cuidar de suas unhas sempre limpos.

Dessa forma você evita infecções. Você também não deve compartilhar alicates, cortadores de unhas e espátula com outras pessoas para evitar a contaminação.

Quando for à manicure verifique se ela esteriliza os instrumentos sempre que vai cuidar das unhas de suas clientes.

5 Evite forçar suas unhas

Não use suas unhas como instrumentos para abrir pacotes ou tampas, pois assim você pode forçá-las e até mesmo quebrá-las.

Utilize as ferramentas corretas para fazer essas tarefas e deixe suas unhas a salvo.

6 Dê folga às suas unhas

Existem mulheres que não podem ficar um dia sem pintar as unhas, no entanto isso é necessário.

Pois utilizar esmalte, gel ou unhas postiças por muito tempo pode enfraquecê-las e danificá-las.

É necessário deixá-las descansar uma semana por mês, dessa forma elas se recuperarão e se manterão bonitas.

7 Proteja suas mãos de produtos químicos fortes

Talvez você já deva ter usado produtos químicos para realizar a limpeza de sua casa, não é mesmo?

Mas saiba que é perigoso utilizar esses produtos sem proteger as mãos, pois eles são prejudiciais tanto às unhas como a pele.

Você pode usar luvas quando for utilizar esses produtos ou simplesmente substituí-los por substâncias menos agressivas como o álcool e o vinagre branco.

8 Cuide das unhas fracas e quebradiças

Caso suas unhas estejam fracas e quebradiças, uma dica é usar bases fortalecedoras, pois elas ajudam a aumentar a espessura da unha, fazendo com que ela fique mais brilhante e hidratada.

Você também deve sempre passar a base nas unhas antes de aplicar o esmalte, pois elas protegem as unhas.

9 Evite roer as unhas

Se você tem o hábito de roer as unhas, saiba que está prejudicando-as, pois dessa forma elas não conseguem crescer, ficam danificadas e sem beleza.

10 Tenha uma boa alimentação

Se você está com as unhas fracas, quebradiças e com manchas brancas pode ser indicação de que você não está ingerindo as vitaminas e nutrientes que a unha precisa.

Para ter unhas bonitas e saudáveis também é importante se preocupar com a alimentação. Por isso é indicado consumir alimentos ricos em vitaminas A, do complexo B, cálcio, zinco e ferro.

11 Faça suplementação com colágeno

De nada adianta cuidar de suas unhas da melhor forma possível se você não se preocupa com as necessidades de seu organismo.

Pois além de ter uma boa alimentação, é essencial cuidar da suplementação de colágeno, uma proteína muito importante para a saúde da pele.

Mas para que serve o colágeno?

Através de um estudo publicado no Journal of Cosmetic Dermatology foi comprovado que 25 mulheres que sofriam de unhas frágeis tiveram uma melhora de 90% na aparência de suas unhas.

Além das unhas crescerem mais rápido ficaram menos quebradiças.

Isso pode ser explicado, pois a base das unhas é revestida por pele, a qual necessita do colágeno para fixar sais minerais e assim deixá-la com uma aparência mais bonita.

Então se o aspecto dessa pele fica mais bonito isso também é refletido nas unhas que vão continuar recebendo os sais minerais que precisam.

Além disso, o colágeno também atua no crescimento das unhas, fazendo com que elas se desenvolvam com mais saúde.

O ideal é usar o colágeno tipo I, que é específico para a pele e proporciona melhor saúde para ela, unhas e cabelos.

Além disso, ele precisa ser hidrolisado, pois dessa forma ele é melhor absorvido pelo organismo.

Também é ideal que ele seja o mais natural possível e não tenha em sua composição substâncias que podem fazer mal à saúde, como ácido cítrico, aromatizantes, maltodextrina, dióxido de silício, acessulfame K, açúcar e glúten.

De preferência ele deve ser registrado e aprovado pela ANVISA, para que dessa forma você tenha mais segurança em consumi-lo.

É interessante que ele também contenha vitamina C, pois é através dela que ocorre o processo de formação e manutenção de colágeno no corpo humano.

Uma boa opção é o Collagen Plus, um produto que foi lançado recentemente no Brasil e que foi inspirado nas melhores marcas de colágeno dos Estados Unidos.

Além de reunir todas as características que o citamos também é comercializado em forma de cápsulas gelatinosas, o que ajuda muito na hora de ingeri-las. Usando-o você poderá atingir bons resultados.

6 Formas Naturais de Diminuir as Rugas e a Flacidez da Pele

O envelhecimento da pele faz parte da vida de todo ser humano, pois o corpo vai diminuindo a produção de colágeno e elastina que proporcionam o tônus da pele.

No entanto é possível driblar esse efeito e não precisa ser apenas através de tratamentos com injeções e agulhas, aplicação de botox ou plástica. De forma natural é possível diminuir as rugas e a flacidez da pele.

Quer saber como?

Então continue lendo este artigo e confira 6 formas naturais de diminuir as rugas e a flacidez da pele.

1 Faça exercícios faciais

Sabemos que os exercícios físicos ajudam a aumentar o tônus da pele, uma vez que sua prática diminui o nível de cortisol (hormônio que ajuda a combater o estresse, mas que ao mesmo tempo provoca perda de massa muscular e aumento de peso), melhora a elasticidade da pele, ajuda a controlar o excesso de oleosidade e proporciona proteção à pele.

Mas saiba que não é só o corpo que precisa de exercícios, mas o rosto também. Os exercícios faciais se tornaram conhecidos após o lançamento do livro “A Ginástica Facial” de Miss Craig, que foi lançado em 2002, onde ela ensina 30 exercícios diferentes para serem realizados em seis dias.

Os movimentos ajudam a melhorar sua musculatura e a textura da pele, dessa forma evitando a flacidez do rosto e as marcas de expressão como pés de galinha e bigode chinês.

Para fazer os exercícios você deve reservar alguns minutos do seu dia e ir à frente de um espelho.

São vários os exercícios que existem como o “exercício da colher”, “exercício para levantar os olhos”, “exercício para evitar o bigode chinês”, “exercício para evitar linhas de expressão na testa”, entre outros.

2 Utilize hidratantes naturais

Hidratar a pele é essencial, pois evita que ela fique ressecada e perca sua elasticidade.

E sabia que você pode utilizar alimentos e produtos naturais para manter sua pele hidratada?

Sim, o suco de pepino, por exemplo, pode ajudar a sua pele a eliminar toxinas e ainda reter líquido mantendo-a hidratada.

Para fazer o suco basta bater um pepino sem casca no liquidificador e coar seu suco. Depois é só passar no rosto e pescoço com a ajuda de um algodão e deixar agir por vinte minutos e por fim lavar o rosto com água fria.

Você pode fazer esse tratamento duas vezes por semana.

O óleo de coco também é um ótimo hidratante. Ele ainda contém ácidos graxos que penetram na pele e protegem suas proteínas naturais. De acordo com o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos ele ainda ajuda a evitar a flacidez e a diminuir as rugas.

Você pode usá-lo duas vezes por dia, de manhã e à noite. Aplique tanto no rosto quanto no pescoço.

Misturar a clara de ovo e mel e fazer uma máscara de hidratação pode ajudar também a hidratar e dar mais elasticidade à pele.

Para utilizar essa mistura você deve separar a clara de um ovo e adicionar duas colheres de chá de mel, mexer bem e passar na região do rosto e pescoço. Deixe agir por vinte minutos e depois lave com água fria.

Você pode fazer esse procedimento uma vez por semana.

3 Faça massagem facial

Quando for aplicar o óleo de coco na pele ou mesmo um creme é importante fazer uma massagem facial, pois ela auxiliará no combate à flacidez.

É muito simples de fazer, basta usar a ponta dos dedos e dar leves batidas em toda a face, partindo do pescoço e ir subindo até a testa.

Em seguida faça movimentos circulares nas áreas mais flácidas, isso vai ajudar a estimular a circulação.

4 Use o protetor solar

Para evitar o envelhecimento precoce causado pela ação dos raios solares na pele, o ideal é sempre usar o protetor solar.

Para se proteger totalmente dos raios UV você deve usar o FPS 30 antes de sair de casa e ir aplicando novamente durante o dia.

Dessa forma sua pele fica protegida dos raios solares que podem causar envelhecimento e até mesmo câncer de pele e você também evita o surgimento de manchas e flacidez da pele.

5 Cuide de sua alimentação

Além de cuidar de sua pele de maneira externa você também deve cuidar da parte interna, pois um organismo saudável se reflete em uma pele mais saudável.

Por isso é importante ter uma alimentação balanceada e evitar o consumo de açúcar, pois ele em excesso causa a quebra do colágeno, fazendo com que a pele fique mais flácida e com rugas.

Por isso o indicado é evitar alimentos doces industrializados e ingerir por dia no máximo o equivalente a seis colheres de chá de açúcar. Dessa forma seu organismo e sua pele não serão prejudicados.

Também é bom comer alimentos que atuam na saúde da pele como a uva, morango, mirtilo, espinafre, amora, couve e feijão vermelho que são ricos em antioxidantes e que ajudam a revitalizar sua pele.

E alimentos ricos em vitamina A e betacaroteno como a cenoura, couve, espinafre, melão, batata-doce e damasco.

Essas substâncias ajudam a combater o envelhecimento da pele, impedindo a ação dos raios UV e estimulando a produção de colágeno e elastina.

6 Consuma colágeno

Com o passar do tempo a produção de colágeno em nosso corpo vai diminuindo, o que acontece a partir dos 30 anos de idade.

Por isso se torna necessário consumir o colágeno de forma externa e a melhor forma de fazer isso é através de suplementos.

Pois eles contem o colágeno hidrolisado, que é mais facilmente absorvido pelo organismo e através deles você controla a quantidade que ingere todos os dias.

Mas você não pode ingerir qualquer suplemento, ele deve ter grande concentração do colágeno tipo 1 que atua na pele, conferindo mais tônus, hidratação e reduzindo a flacidez.

É indicado que ele não contenha em sua composição substâncias que fazem mal à saúde como ácido cítrico, aromatizantes, maltodextrina, dióxido de silício, acessulfame K, açúcar e glúten.

E que também tenha vitamina C, pois é ela que ajuda na síntese do colágeno no corpo humano.

O suplemento que atende a todas essas características e foi lançado há pouco tempo no Brasil é o Collagen Plus.

Ele foi inspirado nas melhores marcas americanas de colágeno, contém o selo da ANVISA e cinco vitaminas e minerais que proporcionam benefícios ao organismo.

Dessa forma você sente mais segurança em ingerir o produto, sabendo que ele tem qualidade e ainda pode ajudar a diminuir ou até mesmo evitar as rugas e a flacidez de sua pele.

13 Dicas Para Manter a Pele Saudável

A pele é um dos maiores órgãos do corpo humano. Ela o cobre totalmente, tendo o papel de proteger nosso corpo contra a entrada de substâncias estranhas, regular nossa temperatura e ainda eliminar toxinas.

Por isso é importante que você tenha alguns cuidados com sua pele para que assim ela se mantenha saudável.

Mas como fazer isso?

A seguir você vai poder conferir algumas dicas para manter a saúde de sua pele.

Vamos conferir?

1 Higienize sua pele

É importante que você mantenha sua pele sempre limpa, pois dessa forma você elimina as impurezas de sua superfície e retira o excesso de oleosidade.

O ideal é lavar a pele com água fria ou morna. No caso da pele do rosto você deve fazer isso duas vezes ao dia, uma de manhã e outra à noite.

Na pele do corpo você pode limpá-la na hora do banho. Lembre-se de usar sabonetes específicos para seu tipo de pele.

2 Hidrate sua pele

Você também deve hidratar sua pele utilizando um hidratante específico para ela, dessa forma ela ficará mais macia e manterá sua oleosidade natural.

Você deve fazer a hidratação da pele do rosto duas vezes ao dia, uma de manhã e outra à noite após a limpeza e a tonificação da pele.

Já no corpo, você deve passar o hidratante após o banho, dessa forma a oleosidade natural da pele que foi tirada com o uso do sabonete retornará.

3 Use protetor solar todos os dias

É importante que ao menos no rosto você use protetor solar todos os dias. Dessa forma você evita o envelhecimento precoce, manchas e câncer de pele que podem ser causados devido à exposição da pele aos raios UV.

4 Tome bastante água

Você também deve se manter sempre hidratada, pois a água auxilia no bom funcionamento do organismo e na eliminação de toxinas.

Mantendo seu corpo hidratado sua pele também ficará hidratada e mais bonita, com elasticidade e menos propensa à acne.

O ideal é tomar pelo menos 2 litros de água por dia.

5 Evite dormir de maquiagem

A maquiagem fecha os poros, fazendo com que a pele fique mais oleosa. Se você dormir com ela vai estar favorecendo a formação de acne e até mesmo o envelhecimento precoce da pele.

Por isso antes de dormir use produtos específicos para tirar a maquiagem e depois faça a limpeza de sua pele, tonifique-a a passe um bom hidratante.

6 Faça a esfoliação de sua pele

A esfoliação é um tratamento feito à base de cremes que contém grânulos que promovem a remoção de células mortas e sujeiras que se encontram na superfície da pele.

É bom fazer esse tratamento pelo menos uma vez por semana, dessa forma você tirará o excesso de oleosidade.

Não queira fazer mais vezes, pois poderá provocar o efeito contrário e sua pele ficará muito seca, além de irritada, e assim produzirá mais sebo.

7 Evite usar bucha ao tomar banho

Não é indicado usar buchas durante o banho, pois ela retira a camada de gordura que protege a pele, além de agredir as peles muito secas e sensíveis.

Por isso o indicado é apenas usar o sabonete. Você também deve evitar tomar banho com água quente, pois ela promove o aumento da oleosidade da pele.

8 Evite fumar

Fumar é um hábito que não faz nenhum bem à saúde, pelo contrário prejudica em vários aspectos e não é diferente com a pele.

O cigarro causa envelhecimento precoce, fazendo com que a pele perca sua elasticidade natural e fique com um aspecto mais acinzentado.

Por isso se você fuma é bom pensar em parar com esse hábito.

9 Evite tomar álcool em excesso

O excesso de álcool além de fazer mal à saúde em geral também pode fazer mal à pele.

A pele fica desidratada, amarelada, com olheiras e você ainda fica com o sistema imunológico mais fraco, podendo vir a desenvolver doenças de pele.

10 Durma bem

É importante ter uma boa noite de sono, pois dessa forma seu corpo se recupera, renovando as células e recebendo os tratamentos que você fez durante o dia, devido ao uso de hidratantes e outros produtos para pele.

11 Faça exercícios físicos

Os exercícios físicos também favorecem a pele, pois através deles sua circulação sanguínea é favorecida e assim promove a chegada de nutrientes e oxigênio às células do corpo, inclusive à pele, conferindo-lhe uma aparência mais saudável.

Além disso, a atividade física ajuda a aumentar a produção do hormônio do crescimento e L Glutamina que atuam contra o envelhecimento.

Sua pele também fica mais firme, diminuindo o risco de flacidez e rugas e ainda ajuda a combater os radicais livres.

12 Tenha uma boa alimentação

Ter uma boa alimentação também se reflete em sua pele. É essencial comer frutas e verduras, pois elas possuem vitaminas e nutrientes que fazem bem à pele.

Evite doces, alimentos muito calóricos e gordurosos, pois esses alimentos podem proporcionar o endurecimento do colágeno e da elastina, assim fazendo com que a pele perca a elasticidade natural e fique mais flácida.

Também é bom comer proteínas, gorduras boas e carboidratos integrais, dessa forma você proporcionará todos os nutrientes que seu corpo necessita e você poderá manter seu peso.

13 Consuma colágeno

O colágeno é uma proteína muito importante não só para a pele como o corpo em geral. Ele ajuda a aumentar a tonacidade, hidratação e reduz a flacidez.

O colágeno pode ser encontrado em cartilagens, pele e tendões de aves, suínos e bovinos.

No entanto a forma mais fácil de consumir essa proteína é através do suplemento.

Pois ele é hidrolisado para melhorar sua absorção pelo organismo, além disso, para proporcionar benefícios à pele o colágeno precisa ser tipo 1.

Mas não é qualquer suplemento que tem qualidade, ele precisa ser livre de substâncias que fazem mal à saúde como ácido cítrico, aromatizantes, maltodextina, dióxido de silício, acessulfame K, açúcar e glúten.

O ideal também é que ele seja aprovado pela ANVISA, pois dessa forma você terá certeza que foram feitos todos os testes necessários para seu uso.

Colágeno com vitamina C em sua composição também é indicado, pois ela que ajuda na absorção do colágeno pelo organismo.

O colágeno que atende melhor a esses pré-requisitos e ainda é vendido em cápsulas gelatinosas para facilitar a digestão é o Collagen Plus.

Ele foi lançado no Brasil há pouco tempo, tendo se baseado nas melhores marcas de colágeno dos Estados Unidos e conta com todas as características que citamos. Utilizando-o você ajudará a manter a saúde de sua pele.

Como tratar a celulite: 8 Dicas para você conferir!

A celulite é um problema que incomoda muito as mulheres. Trata-se de depósitos de gordura sob a pele, que a deixam com um aspecto enrugado, com furinhos, parecendo uma casca de laranja.

Apesar de não causar mal à saúde a celulite mexe com a estética feminina podendo aparecer nos quadris, nádegas, coxas, parte inferior do abdome, braços, mamas e nuca.

Ela pode ser causada por vários fatores, como alterações hormonais, genética, problemas circulatórios, má alimentação, vida sedentária e estresse.

Se você está incomodada com a celulite confira a seguir 8 dicas que podem te ajudar a tratar o problema.

1 Ingira bastante água

A água é essencial para o bom funcionamento do nosso organismo. Por dia perdemos quase dois litros de água através da urina e transpiração, por isso é necessário repor esses dois litros todos os dias.

Dessa forma o corpo realiza as funções de expulsar toxinas e levar os nutrientes para a pele, além de melhorar a circulação sanguínea, que por sua vez ajuda a eliminar a gordura acumulada sob a pele.

2 Consuma alimentos que fazem bem ao organismo

A alimentação é algo que pode ajudar muito na melhora da celulite. É importante comer frutas, verduras, cereais, alimentos integrais, proteínas magras e leguminosas.

Esses alimentos vão ajudar a nutrir seu organismo e as fibras ajudam a melhorar o funcionamento do intestino, o que por sua vez proporciona uma boa circulação linfática, que como resultado diminui a retenção de líquidos e consequentemente a celulite.

Além disso, você também deve investir em alimentos que contenham substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias, pois dessa forma ajudam a diminuir a celulite.

Entre esses alimentos estão: folhas verde-escuras (como rúcula e espinafre), oleaginosas (como nozes e castanhas), água de coco, maçã, peixes ricos em ômega 3 (como sardinha, salmão e atum), abacaxi, frutas vermelhas e chá verde.

3 Evite alimentos que prejudicam o organismo

Você também deve evitar alimentos que fazem mal ao organismo como os que contenham excesso de sal, açúcar, frituras e gordura saturada.

Por isso é bom evitar comer alimentos industrializados e investir em “comida de verdade” como citamos anteriormente.

Também evite refrigerantes e bebidas alcoólicas, pois eles causam retenção de líquidos, o que acaba prejudicando a circulação sanguínea.

Dessa forma você estará eliminando aquilo que está fazendo mal à sua saúde e aparência de sua pele.

4 Pratique exercícios físicos

Os exercícios físicos também podem ajudar a tratar a celulite, pois através deles ocorre uma boa melhora na circulação e consequentemente na celulite.

Além disso, quem está acima do peso ou tem gorduras localizadas pode perder suas reservas de gordura, o que ajuda a diminuir os depósitos de gordura sob a pele.

Entre os exercícios mais indicados estão caminhada, corrida, bicicleta, pilates e musculação, pois através do aumento da musculatura é possível diminuir a celulite.

5 Faça drenagem linfática

A drenagem linfática é uma massagem que atua eliminando toxinas e água retida no organismo, assim melhorando o funcionamento do sistema linfático e ajudando no combate à celulite.

Para ver os resultados, o ideal é que ela seja feita duas vezes por semana e você melhore sua alimentação.

6 Use cremes anti-celulite

Apesar dos cremes anti-celulite não ajudarem sozinhos, podem auxiliar na melhora do aspecto de sua pele.

Mas quando for aplicá-los faça uma massagem caprichada, como a massagem da drenagem linfática, assim você vai facilitar a absorção dos ativos do creme.

Para isso você deve fazer uma pressão firme, mas sem machucar a pele, indo de baixo para cima, como por exemplo, nos braços do punho às axilas, e nas pernas, dos tornozelos à virilha.

Mas saiba que se você não mudar seus hábitos alimentares nem praticar exercícios físicos os cremes podem não ajudar muito.

7 Faça tratamentos estéticos

Se mesmo de forma natural a celulite continua ali, você pode recorrer a tratamentos estéticos que ajudam a tratar o problema já que rompem as células de gordura, assim eliminando os depósitos sob a pele.

Entre os tratamentos mais recomendados estão:

Vacuoterapia – essa técnica utiliza uma máquina com ventosas que puxam a pele, fazendo uma espécie de massagem parecida com a drenagem linfática, assim melhorando a circulação e a retenção de líquidos.

Radiofrequência – esse tratamento usa o calor para romper as células de gordura e estimular a produção de colágeno para remodelar a pele. A aparência da pele melhora, assim como ocorre a diminuição da flacidez.

Ultrassom – nessa técnica é usado um aparelho que aplica uma carga de energia elétrica na hipoderme, fazendo que as células de gordura se rompam e ainda melhora a oxigenação da pele.

8 Consuma colágeno

O colágeno não ajuda a melhorar a celulite de forma direta. Pois ele não tem função anti-inflamatória.

No entanto ele melhora a textura da pele, podendo ser um grande aliado no tratamento e ajudando a sua pele a ficar lisinha, conforme os depósitos de gordura são eliminados.

É possível encontrar o colágeno nos alimentos, como carne vermelha ou branca e gelatina. No entanto é difícil ter uma alimentação equilibrada todos os dias, por isso o suplemento pode ser uma boa solução.

O suplemento contém o colágeno hidrolisado que facilita a digestão da proteína.

Um bom suplemento também deve conter em sua formulação a vitamina C, que é muito importante para a síntese de colágeno no organismo.

Além disso, não é indicado comprar suplementos que tenham substâncias que prejudicam a saúde como ácido cítrico, aromatizantes, açúcar, glúten, maltodextrina, acessulfame K e dióxido de silício.

E o colágeno que atende a todos esses requisitos é o Collagen Plus. Ele tem a aprovação da ANVISA e foi lançado há pouco tempo no Brasil.

Ele também foi inspirado nas melhores marcas de colágeno dos Estados Unidos e ainda contém cinco vitaminas, a vitamina C entre elas, que fazem bem ao organismo.

O Collagen Plus ainda contém o colágeno tipo 1, que é voltado para a pele, ajudando a reduzir a flacidez, proporcionando mais elasticidade e hidratação.

É uma boa opção para você que deseja não só tratar a celulite, mas que também pensa em melhorar o aspecto da sua pele.

Além disso, o colágeno tipo 1 também pode ser muito benéfico para as unhas e cabelos, fortalecendo unhas frágeis e dando mais resistência e brilho aos cabelos. Além de proporcionar melhora em problemas articulares.

Adquirindo hábitos saudáveis e seguindo as dicas deste artigo você pode reduzir e até mesmo eliminar a celulite.

Mas lembre-se que o mais importante não deve ser apenas se preocupar com a estética do seu corpo, mas especialmente sua saúde.

Cronograma capilar: 11 Dicas para recuperar seu cabelo

Você está com o cabelo comprometido, ressecado e sem brilho? É possível que seja necessário recorrer ao cronograma capilar.

O cronograma capilar é uma prática habitual de tratamentos capilares que tem como objetivo recuperar a saúde de seu cabelo.

O uso da chapinha, exposição ao sol, água quente e tratamentos químicos nas madeixas pode prejudicar seu cabelo, por isso você precisa deixar os fios mais hidratados, nutridos e fortes.

E o cronograma capilar pode te ajudar nisso. Quer saber como?

Então confira 11 dicas de como recuperar seus cabelos usando o cronograma capilar e tomando outros cuidados para deixá-los sempre bonitos.

1 Hidrate seus cabelos

O cronograma capilar é composto por quatro tratamentos: hidratação, nutrição, umectação e reconstrução.

O primeiro deles é a hidratação. Esse tratamento ajuda a repor a água e nutrientes que o cabelo perdeu, ajudando a deixar os fios com mais maciez e brilho.

Ao mesmo tempo a hidratação também ajuda os cabelos a receber melhor os outros tratamentos.

Esse tratamento deve ser feito através do uso de uma máscara de hidratação, que deve ser aplicada nas madeixas após o uso do xampu.

É preciso que a máscara haja nos cabelos pelo tempo indicado na embalagem do produto. Então é só enxaguar as madeixas e você já poderá ver os resultados.

2 Nutra seus cabelos

O segundo tratamento é a nutrição, que ajuda a devolver os lipídios dos fios para restituir a oleosidade natural dos cabelos.

Na nutrição você utiliza a máscara de nutrição, que é composto por óleos e manteigas naturais.

Você deve utilizá-la como a máscara de hidratação após lavar os cabelos com xampu, deixando agir pelo tempo indicado na embalagem.

A umectação que é o terceiro tratamento do cronograma capilar também faz a parte da nutrição dos cabelos.

No entanto ao invés de utilizar uma máscara de tratamento você utiliza óleos e manteigas naturais, como óleo de coco, óleo de rícino, óleo de argan, óleo de avelã, entre outros.

Ela pode substituir a nutrição e deve ser feita aplicando os óleos e manteigas naturais diretamente nos fios sujos. Você pode deixar agir por cerca de uma hora e meia ou mesmo dormir com os óleos no cabelo.

Depois é só lavar os cabelos com xampu e finalizar com o condicionador.

3 Fortaleça seus cabelos

A etapa de fortalecimento dos cabelos é feita através da reconstrução. Esse procedimento ajuda a devolver as proteínas que o fio perdeu, dando mais força e enrijecimento.

A reconstrução pode ser feita com queratina, arginina, colágeno, creatina, entre outros. E você também pode utilizar uma máscara de reconstrução que já vem com as proteínas em sua composição.

Você pode fazer o tratamento de duas formas:

Na primeira você usa a máscara de reconstrução após lavar os cabelos com xampu. Deixe agir pelo tempo indicado na embalagem e enxágue os fios.

Depois aplique um condicionador ou máscara de hidratação para finalizar. Dessa forma seus cabelos não ficarão muito rígidos e terão mais maciez.

Na segunda forma você deve usar uma ampola de proteína capilar e aplicá-la em seus cabelos após lavá-los com xampu.

Então aguarde dez minutos e em seguida aplique uma máscara de hidratação por cima e aguarde mais vinte minutos.

Enxágue os cabelos e finalize com um condicionador para fechar as cutículas e deixá-los mais sedosos.

4 Organize-se para fazer o cronograma capilar

Agora que você já sabe como funciona e como fazer cada procedimento do cronograma capilar, falta você se organizar.

O cronograma capilar deve ser feito durante o período de um mês, podendo ser prolongado por três meses ou mais, dependendo do estado do seu cabelo.

Caso você esteja com os cabelos saudáveis e não faça tratamentos químicos nele, como tinturas e alisamentos você deve fazer da seguinte forma:

  • Faça uma hidratação na primeira semana e na terceira;
  • Faça uma nutrição ou umectação na segunda semana;
  • Faça uma reconstrução na quarta semana.

Se os seus cabelos estão um pouco comprometidos pelo uso de tinturas ou ação do sol você deve fazer:

  • Duas hidratações e uma nutrição na primeira, segunda e terceira semana;
  • Duas hidratações e uma reconstrução na quarta semana.

Mas se os seus cabelos estão muito danificados, então você deve fazer:

  • Duas hidratações e uma nutrição na primeira e terceira semana; 
  • Duas hidratações e uma reconstrução na segunda e quarta semana.

Lembre-se que os tratamentos devem ser feitos com no mínimo dois dias de intervalo.

Por exemplo, se você fizer uma hidratação na segunda-feira só poderá fazer outro tratamento na quarta-feira.

5 Evite usar chapinha e secador

Além dos cuidados com o cronograma capilar, você também deve evitar o uso de chapinhas e secadores, pois eles acabam ressecando os fios.

6 Corte as pontas dos cabelos

Você também deve ter o costume de cortar as pontas dos cabelos, pelo menos uma vez a cada três meses para evitar pontas duplas e a quebra dos fios.

7 Lave os cabelos da forma correta

Prefira lavar os cabelos com água morna ou fria, pois a água quente deixa os fios mais ressecados e oleosos.

8 Evite deixar o cabelo amarrado o tempo todo

Usar constantemente elásticos e presilhas pode proporcionar a quebra dos seus fios. Por isso é importante que você solte os cabelos de vez em quando e prefira utilizar elásticos de tecido.

9 Evite fazer processos químicos no cabelo, sozinha

Prefira a ajuda de um profissional para fazer processos químicos em seus cabelos como coloração, alisamentos ou clareamento.

Pois dessa forma você terá a segurança de que o cabeleireiro usará os produtos corretos e fará o método indicado para seu cabelo.

10 Tenha uma boa alimentação

É importante que você tenha uma boa alimentação, consumindo alimentos ricos em vitaminas, proteínas e sais minerais, pois dessa forma seu cabelo é nutrido de dentro para fora.

11 Tome suplemento com colágeno

Além da alimentação é importante que você faça a suplementação com colágeno, pois essa proteína ajuda a dar mais elasticidade, resistência e flexibilidade aos fios.

Além disso, o colágeno forma uma camada protetora em volta da fibra capilar, assim os cabelos ficam protegidos contra a ação do sol, do vento, chapinha, secador e permanecem hidratados por um período mais longo.

E para ter esse efeito você não pode tomar qualquer suplemento, mas um que contenha grande concentração de colágeno tipo 1, pois ele tem efeito tanto na pele como nos cabelos.

O colágeno também deve ser hidrolisado, pois assim é melhor absorvido pelo organismo.

Não deve conter aditivos que prejudiquem a saúde como ácido cítrico, açúcar, glúten, aromatizantes, entre outros, devendo ser o mais natural possível.

E claro, deve ser aprovado pela ANVISA e ter vitamina C, pois é ela que ajuda no processo de formação e manutenção do colágeno no corpo. 

E o colágeno que mais atende a esses requisitos e que foi lançado há pouco tempo no Brasil é o Collagen Plus.

Sua fórmula foi baseada nas melhores marcas de colágeno dos Estados Unidos e ainda contém cinco vitaminas e minerais, que beneficiam ainda mais a saúde de seus cabelos.

6 Benefícios Surpreendentes do Colágeno

Vocês provavelmente já ouviram falar (e muito) do termo “colágeno” ultimamente.

Sim, muitas pessoas estão usando peptídeos de colágeno diariamente. Mas, quando ouvimos pela primeira vez sobre eles, ficamos muito confusos e não sabíamos se era algo que realmente vale a pena investir ou se era apenas mais uma nova tendência da moda.

Porém o colágeno veio para ficar e realmente se tornou um complemento fundamental para tomar mulher que queira manter uma aparência mais jovem e preservar o bem estar. Vocês irão entender um pouco mais abaixo o por que disso.

Preciso mesmo de suplementação de colágeno?

À medida que envelhecemos, a quantidade de colágeno em nosso corpo diminui. Aos 25 anos, os níveis de colágeno diminuem a uma taxa de 1,5% ao ano. Aos 40 anos, o colágeno se esgota mais rapidamente do que é produzido! E aos 60 anos, mais da metade do colágeno do corpo está esgotado.

E colágeno que nos une! Ele é encontrado na pele, ligamentos, cartilagem, tendões, músculos, tecido ósseo, vasos sanguíneos, discos inter-vertebrais, trato gastrointestinal, dentes e até na córnea do olho.

O colágeno é um dos poucos suplementos que acredito que todos deveriam adicionar à sua dieta, pois fornece uma pele com aparência mais jovem, auxilia na redução da inflamação e até na cura do intestino.

6 benefícios surpreendentes do colágeno

Aqui estão alguns benefícios mais surpreendentes dessa proteína. Além disso, saiba como e quando tomá-lo para obter melhores resultados. Vamos lá!

Ajuda na Digestão

O colágeno acalma e cura o trato digestivo e ajuda a reparar o revestimento mucoso. Também ajuda a quebrar as proteínas e gorduras dos alimentos, facilitando a digestão do corpo.

Saúde da pele

Alguns médicos se referem ao colágeno como o novo produto antienvelhecimento do século 21 e temos que concordar! Garante coesão, elasticidade e regeneração da pele. O colágeno é composto principalmente dos aminoácidos glicina, prolina e hidroxiprolina. Esses aminoácidos específicos já se mostraram eficiente em reduzir os sinais de envelhecimento. Pesquisas clínicas provaram que o colágeno da Collagen Plus promove uma pele com aparência mais jovem, melhora o seu nível de umidade, sua suavidade, melhora os sinais de rugas profundas e melhora a elasticidade da pele.

Perda de peso

Estudos mostram que os peptídeos de colágeno consumidos no café da manhã são 40% mais saciantes do que outras proteínas (como soro ou soja) e se correlacionam com uma redução de 20% na ingestão de alimentos no almoço.

Saúde dos ossos e articulações

Os aminoácidos presentes no colágeno, a glicina e a prolina, reparam os tecidos, diminuem a inflamação e proporcionam alívio da dor nas articulações, semelhante ao uso de cortisona ou ibuprofeno. A glicina também acelera a cicatrização de feridas, ajuda nas articulações rígidas e promovendo sua recuperação. Outro estudo mais recente avaliou a eficiência dos peptídeos de colágeno em um estudo multicêntrico, randomizado, duplo-cego e controlado, no qual 250 indivíduos com osteoartrite primária do joelho receberam 10g de colágeno diariamente. Os resultados mostraram uma melhora significativa no conforto das articulações do joelho e, novamente, os indivíduos com maior deterioração articular foram os que mais se beneficiaram.

Desempenho atlético

Os aminoácidos específicos, principalmente glicina e prolina, ajudam a reparar os tecidos, diminuem a inflamação, diminuem a recuperação após o exercício e ajudam nas lesões relacionadas ao esporte. A suplementação com colágeno mostrou uma redução do risco de lesões nos músculos, tendões e ligamentos em atletas. Também o conteúdo de glicina e arginina no colágeno ajuda no desempenho atlético e ajuda a manter e restaurar a massa muscular. A arginina estimula a liberação do hormônio de crescimento da hipófise, que é conhecido por aumentar a massa muscular e que pode explicar os ganhos de desempenho.

Melhora seu sono

A glicina desempenha um papel importante nos neurotransmissores no cérebro. Pesquisas recentes mostram que a glicina melhora a qualidade do sono para quem tem dificuldade de dormir. Além disso, ajuda também a reduzir a sonolência diurna e melhora a memória durante seu período acordada.

Mas afinal como e qual colágeno tomar?

Se você é daquelas que não gosta de comer pé de galinha, mocotó, sopas e caldos concentrados após ferver ossos de boi, ou se é vegetariana ou está em uma dieta restrita, uma alternativa é comprar colágeno hidrolisado como suplemento. Hidrolisado significa que a proteína de colágeno foi decomposta em um único aminoácido.

Por isso é muito importante obter uma marca que indique qual é essa fonte. Se você deseja melhorar a pele, unhas, cabelos e se sentir uma Diva, procure um produto com uma alta porcentagem de colágeno tipo I. Se você quer um colágeno para promover a saúde das articulações, procure um com colágeno tipo II.

Após lermos 28 artigos científicos americanos e analisar mais de 100 fórmulas tanto no Brasil quanto no exterior, chegamos a uma lista de requisitos que você PRECISA levar em consideração antes de comprar qualquer produto que contenha colágeno:

Requisito opcional: cápsulas gelatinosas. Facilita muito a ingestão principalmente quando é necessário consumir mais de uma vez ao dia e potencializar os resultados estéticos. Nada contra o colágeno em pó, mas é desagradável consumir. O gosto natural do produto não é muito bom e para ficar prazeroso geralmente precisamos misturar em sucos, vitaminas, etc…Nessa vida corrida não temos muito tempo pra isso certo?! Fica a critério.

Requisito obrigatório: Tem que ter uma alta concentração de colágeno tipo I! Ele é o responsável pelo fortalecimento de unhas frágeis, promove maior resistência, espessura, crescimento e brilho aos cabelos. Fornece a pele mais tônus, hidratação, e pode haver uma redução da flacidez cutânea. Possui ação antienvelhecimento. Trata dores articulares, artrose e osteoporose. Minimiza a ocorrência de lesões na terceira idade e em atletas, pois mantém o tecido articular mais hidratado e elástico

Requisito obrigatório: Tem que ser colágeno hidrolisado devido a melhor absorção pelo organismo.

Requisito obrigatório: Não pode conter nenhum dos elementos abaixo, pois são todos prejudiciais a saúde, principalmente se vc for consumi-los diariamente:

  • Acido cítrico
  • Aromatizantes
  • Maltodextrina
  • Dióxido de silício
  • Acessulfame K
  • Açúcar
  • Glúten

Requisito obrigatório: Tem que ser um produto registrado e aprovado pela ANVISA! Nem precisa explicar o por que neh!?

Requisito obrigatório: Tem que ser enriquecido com no mínimo vitamina C! Isso mesmo. A vitamina C é essencial no processo de formação e manutenção do colágeno no nosso organismo que sem ela absorve-lo seria impossível de ocorrer (R29). Basicamente se você tomar colágeno e não ingerir vitamina C de alguma forma, tudo será em vão. Inclusive seu dinheiro jogado fora.

Bem, uma excelente alternativa recém lançada no Brasil e inspirada nas melhores marcas de colágeno dos Estados Unidos é o Collagen Plus. Um produto glúten free, vegan, sem nenhum dos elementos químicos mais prejudiciais a saúde mencionados acima.

Lembre-se que geralmente encontramos pelo menos um desses elementos na maioria dos colágenos disponíveis no mercado, inclusive os que vc encontra nessas casas de “produtos naturais”.

Collagen Plus é o único suplemento hoje que atende a todos os nossos critérios acima mencionados. Esse suplemento já conta com 5 vitaminas e minerais extras que enriquece a fórmula para potencializar a absorção do colágeno no nosso organismo. Ele já inclui a Vitamina C, que é obrigatório caso você realmente queira ver resultados.

Conclusão

Querida, se após ler todo esse artigo você ainda não está convencida de que adicionar mais colágeno à sua dieta é fundamental, espero que você pesquise mais, pois você pode sim ter uma aparência mais jovem. Só bastar querer!