Dieta Detox

A chamada dieta detox é um programa alimentar focado na eliminação das toxinas encontradas no corpo,

que podem ter origem ambiental ou serem obtidas por meio da alimentação.

O objetivo é a diminuição do inchaço corporal (acúmulo excessivo de líquidos),

melhora nos indicadores de saúde e também o emagrecimento. Além da perda de peso pela diminuição do inchaço,

o corpo passa a funcionar de forma mais eficiente para emagrecer.

Neste guia você terá todas as informações que busca da dieta detox, desde o cardápio completo até respostas para as principais dúvidas que as pessoas têm.

Geralmente, um plano do tipo envolve a redução da quantidade de toxinas ingeridas

e enfatiza o consumo de alimentos que sirvam de fonte dos nutrientes, vitaminas e antioxidantes que o corpo necessita para seu processo de desintoxicação.

A ingestão de comidas abundantes em fibras e água também é estimulada dentro de uma dieta detox,

graças ao fato de que juntas, as substâncias atuam na remoção de toxinas por meio do aumento do volume de urina e fezes.

Por que as pessoas fazem a dieta detox?

Acredita-se que as toxinas a ingestão de toxinas aliada a um quadro de deficiência nutricional,

que prejudica a habilidade de desintoxicação do organismo, pode resultar no acúmulo dessas substâncias no organismo.

A consequência disso é uma série e problemas como desequilíbrio hormonal,

função imunológica prejudicada, ineficiência do metabolismo

(o que torna o processo de perda de calorias e gorduras também mais ineficiente)

e sintomas como indigestão, lentidão, falta de concentração, dor de cabeça, mau hálito, fadiga, pele ruim e dores musculares.

Entre os benefícios prometidos pelo método estão a perda de peso, aumento de energia,

melhoria da pele e dos cabelos, da digestão e do funcionamento do intestino e aumento da concentração,

clareza, sensação de leveza e combate ao envelhecimento (ação anti-idade).


Como saber se preciso de uma desintoxicação?

Existe uma série de sinais que podem indicar que o organismo precisa passar por um processo de desintoxicação. A lista de sintomas inclui:

  • Falta de energia – já acordar cansado, sentir-se assim o dia todo, experimentando momentos de letargia;
  • Indigestão e prisão de ventre crônica, que é sinal de problemas no sistema digestivo, principalmente se o aumento da ingestão de fibras na dieta foi usado como tentativa para lidar com o problema e trouxe poucos resultados;
  • Diminuição do foco;
  • Sensação de depressão – saiba que há uma diferença entre sentir-se deprimido ou para baixo e ter depressão, enquanto livrar-se das toxinas pode até auxiliar o primeiro caso, o segundo deve ser tratado com a orientação de um médico;
  • Estar acima do peso ou sofrer com dificuldades para emagrecer;
  • Ter problemas para dormir, ficar revirando de um lado para o outro durante a noite;
  • Disfunção sexual – o organismo não recebe as vitaminas e minerais necessários para funcionar direitinho e isso também afeta os órgãos sexuais;
  • Dores de cabeça regulares sem explicação aparente;
  • Acordar com o corpo dolorido e rígido sem ter feito nenhuma atividade no dia anterior que justifique tal sensação;
  • Problemas na pele e reações alérgicas.

Como funciona uma dieta detox

Existem várias vertentes do método,

porém, em geral uma dieta detox prevê o consumo diário de uma quantidade bastante baixa de calorias e são e curto prazo,

ou seja, duram um pequeno período de tempo.

Enquanto algumas vertentes pregam um detox natural, com a ingestão de uma variedade de frutas e vegetais,

suplementos e bastante água, outras incluem o uso de pílulas e métodos de limpeza do cólon e do intestino.


Como fazer – Dicas para a dieta detox

Algumas dicas importantes que quem deseja aderir ao método para desintoxicar o corpo deve ter em mente são:

– Beber bastante água, o que ajuda na remoção de toxinas por meio das fezes;

– Tomar um chá desintoxicante diariamente – acredita-se que as bebidas ajudam a melhorar o sono, a limpar os fígados e os rins e acalmam.

– Tomar sucos detox feitos com frutas e vegetais e escolher alimentos orgânicos que contêm mais nutrientes e vitaminas e não trazem aditivos químicos;

– Consumir probióticos naturais para auxiliar a digestão;

– Dormir bem, a quantidade de tempo necessária para o descanso do seu corpo. Não durma nem pouco, indo deitar-se muito tarde, e nem em excesso, levantando tarde demais;

– Comer superalimentos em cada refeição com antioxidantes e nutrientes como vitaminas e minerais;

– Assistir menos televisão para manter a mente mais limpa;

– Escovar a língua para limpá-la de germes e bactérias;

– Usar farinha de banana verde no lugar das farinhas tradicionais – ela é conhecida por alimentar as bactérias do bem e combater as que não fazem bem, o que traz a saciedade, acompanhada da melhoria da absorção de nutrientes;

– Priorizar frutas cítricas que contêm uma substância chamada limonoide que estimula o fígado a liberar mais toxinas;

– Comer alimentos crus para garantir um bom aporte de agentes desintoxicantes como fibras e água;

– Consumir couve – a verdinha estimula enzimas que neutralizam as toxinas;

– Tomar chá de hibisco que combate a retenção de líquido causadora de inchaço e auxilia a queima de gorduras. Também ajuda a lidar com o açúcar no sangue.

– Beber chá verde com gengibre que acelera o metabolismo e o processo de desintoxicação;

– Comer maçã e brócolis – os alimentos são fontes de antioxidantes que atuam contra os radicais livres que causam doenças degenerativas e causam envelhecimento;

– Faça algumas mudanças prévias.

Para tornar o período na dieta detox mais fácil, antes de iniciá-la faça algumas mudanças na sua alimentação regular:

coma de forma saudável, corte o açúcar,

não exceda na ingestão de cafeína e álcool,

livre-se dos alimentos processados;

Cinco dias antes de iniciar a dieta detox também recomenda-se evitar a farinha que é difícil de ser digerida pelo corpo,

podendo causar desconforto digestivo e inflamação, cortar cafeína e açúcar, dormir bem e beber muita água;

– Diminuir o consumo de alimentos fontes de proteínas e produtos laticínios;

– Beber água morna com limão pela manhã para ficar energizado;

– Lembrar-se de mastigar bem os alimentos;

– Não aliar a dieta detox ao uso de medicamentos diuréticos;

– Ter bastante cuidado com os suplementos utilizados durante o período detox;

– Evitar fumar;

– Evitar consumir frutas secas;

– Não comer em excesso;

– Meditar 15 minutos por dia para desintoxicar a mente;

– Não retornar aos velhos hábitos alimentares nada saudáveis de comer guloseimas, fast food e produtos ricos em aditivos que devolvem as toxinas ao organismo.

– Escovar o corpo para retirar a pele morta e dar espaço para uma nova camada de pele, para que o órgão fique limpo e livre de toxinas;

Alimentos Permitidos

Confira a seguir uma lista com alguns dos alimentos que devem aparecer no cardápio de uma dieta detox:

  • Maçã;
  • Banana;
  • Pera;
  • Laranja;
  • Manga;
  • Kiwi;
  • Morango;
  • Melão;
  • Abacaxi;
  • Couve;
  • Amêndoas;
  • Aveia;
  • Cenoura;
  • Brócolis;
  • Cogumelo;
  • Pimenta;
  • Tomate;
  • Cebola;
  • Batata;
  • Grãos;
  • Lentilha;
  • Arroz integral;
  • Peixe;
  • Nozes e sementes sem sal;
  • Iogurte natural;
  • Azeite de oliva
  • Azeite de oliva extravirgem;
  • Vinagre balsâmico;
  • Gengibre;
  • Alho;
  • Pimenta preta moída;
  • Chás de ervas ou frutas;
  • Chá branco;
  • Algas;
  • Salsa;
  • Erva de trigo;
  • Espinafre;
  • Spirulina;
  • Alfafa;
  • Acelga;
  • Rúcula;
  • Lima;
  • Feijão mungo;
  • Alcachofra;
  • Couve-de-bruxelas;
  • Beterraba;
  • Açafrão;
  • Orégano;
  • Óleo de cânhamo;
  • Abacate;
  • Aspargo;
  • Repolho;
  • Dente-de-leão;
  • Toranja;
  • Capim-limão;
  • Limão;
  • Agrião.

Os Sucos Detox

Eles aparecem no cardápio de boa parte das dietas detox e são apontados como auxiliadores em diversos aspectos.

Isso inclui ajudar a perder peso de forma natural, já que são preparados com frutas e vegetais, sem exigir o consumo de substâncias estimulantes.

Outras vantagens prometidas por esse tipo de bebida são a melhoria do sistema digestivo,

a redução do desconforto abdominal e a melhoria das funções do fígado e do cólon.

Os sucos detox ainda pode ajudar a emagrecer por ser pouco calórico e ajudar a desinchar o corpo.

Entretanto, ele apenas dá uma forcinha e não se trata de nenhum produto mágico já que não tem o poder para secar gorduras de maneira exclusiva e instantânea.

É importante saber ainda que a ação dos sucos detox é potencializada dentro do contexto de uma alimentação saudável

em uma dieta com equilíbrio de calorias e nutrientes

Existem diversas combinações possíveis de ingredientes que dão origem a diversas receitas de sucos detox.

Dá só uma olhadinha em algumas sugestões abaixo.

Nota: Essas combinações abaixo são para você ter uma noção de que tipos de sucos detox existem.

  • Suco detox de chá verde e couve – 150 ml de chá verde natural (não industrializado), ½ maçã e 1 folha de couve;
  • Suco detox de gengibre e hortelã – 150 ml de água de coco, 1 fatia de melão, 1 colher de café de raspas de gengibre e 1 punhado de folha de hortelã;
  • Suco detox de abacaxi e salsão – 150 ml de água, 1 fatia de abacaxi e 1 talo de salsão;
  • Suco detox de laranja e gengibre – 1 laranja, 2 folhas de couve, raspas de gengibre e ½ l de água;
  • Suco detox de erva cidreira com abacaxi – 150 ml de água de coco, ½ xícara e abacaxi picado e ½ xícara de erva cidreira;
  • Suco detox de laranja com limão – 1 xícara de suco natural de laranja, suco fresco de 1 limão, 1 cenoura sem casca e 1 colher de sopa de linhaça;
  • Suco detox de maçã com couve – 2 maçãs, 2 folhas de couve e 1 laranja;
  • Suco detox de tomate – 200 ml de água com gás, 200 ml de suco de tomate, gotinhas de suco de limão fresco e gotinhas de pimenta Tabasco;
  • Suco detox de morango com goji berry – 1 xícara de morangos, 1 colher de sopa de goji berry seca e 200 ml de água de coco;
  • Suco detox de melancia com linhaça – 2 fatias de melancia, suco de limão, 1 colher de café de gengibre ralado e 1 colher de chá de linhaça triturada;
  • Suco detox de batata yacon – 1 batata yacon, 1 maçã pequena, 200 ml de chá verde natural (não industrializado) e 3 amêndoas;
  • Suco detox de uva e canela – 200 ml de suco de uva, 1 colher de café gengibre ralado e 1 colher de café de canela;
  • Suco detox de ameixa com abacaxi – 2 ameixas pretas sem caroço, 200 ml de água, 1 xícara de abacaxi picado, 200 ml de água de coco e 1 colher de sopa de hortelã fresca picada;
  • Suco detox de couve e salsão: 3 folhas de couve, ½ xícara de espinafre, 2 colheres de salsinha, 1 maçã verde sem casca, 1 limão espremido, 1 colher de chá de gengibre ralado, ½ xícara de talo de salsão picado e 2 copos de água mineral;
  • Suco detox de pepino e beterraba: ½ pepino com casca, ½ maçã verde sem casca e sementes, suco de 1 limão, 2 rodelas de beterraba com casca e 1 copo de água;
  • Suco detox de broto de alfafa e couve: 1 xícara de broto de alfafa, 2 folhas de couve, 1 copo de água de coco, suco de ½ limão e 1 fatia fina de gengibre;
  • Suco detox de abacaxi com kiwi: 2 fatias de abacaxi, 1 kiwi fatiado, 1 lima da pérsia descascada, 5 folhas de hortelã e 1 copo de chá verde natural (não industrializado) sem açúcar;
  • Suco detox de uva e coentro: 3 folhas de beterraba, ½ xícara de coentro, ½ xícara de uvas verdes, 1 limão espremido e 1 ½ copos de água;
  • Suco detox de clorofila: ½ xícara de salsinha, 1 xícara de folhas de espinafre, 1 folha de couve sem o talo, 1 xícara de almeirão picado, ½ xícara de broto de alfafa, ½ maçã verde sem casca, 5 folhas de hortelã e 2 copos de água;
  • Suco detox de dente-de-leão: 5 folhas de dente-de-leão, ½ xícara de pepino com casca, 1 xícara de talos de erva-doce, 1 limão espremido, 1 colher de chá de gengibre ralado e 1 copo de água de coco.
  • Suco detox de aipo e alface: 3 folhas de alface, ½ xícara de talos de aipo, ½ maçã verde com casca, 1 xícara de folhas de aipo, 1 lima da pérsia e 2 copos de água;
  • Suco detox de berinjela: 2 fatias de berinjela com casca, 1 laranja, suco de 1 limão, 1 maçã verde sem sementes e 1 copo de água.

Recomenda-se utilizar ingredientes orgânicos no preparo dos sucos para ficar livre de agrotóxicos.

Além disso, couve e espinafre não devem ser consumidos todos os dias porque podem prejudicar a tireoide

e o fígado quando consumidas em excesso. Para não perder as fibras dos ingredientes, não coe os sucos detox.

Outra dica importante em relação às bebidas,

é tomá-las assim que terminar de preparar para que os seus nutrientes sejam preservados e aproveitados.

A história de um homem chamado Joe Cross pode servir como testemunho a favor dos sucos detox.

Ele aderiu a um programa chamado Juice Fast (Jejum do Suco, tradução livre)

que consistia em ingerir somente sucos frescos feitos a partir de frutas e vegetais ao longo de 60 dias.

O resultado foi quem em 60 dias,

ele perdeu 37 kg, alcançou uma redução nos seus níveis de colesterol total e colesterol ruim (LDL)

e a eliminação de uma doença de pele rara chamada urticária crônica, que Joe tinha antes da dieta.

Porém, é importante ter em mente que cada organismo é único e o que serviu para o homem pode trazer sérios problemas para outras pessoas.

Assim, antes de embarcar em uma dieta drástica como essa, consulte um médico de confiança.

Alimentos Proibidos

Agora nós vamos conhecer os alimentos que costumam ser excluídos de uma dieta detox:

  • Carne vermelha;
  • Peru;
  • Hambúrguer;
  • Salsicha;
  • Linguiça;
  • Manteiga;
  • Margarina;
  • Pão;
  • Bolo;
  • Comidas de fast food;
  • Torta;
  • Biscoito;
  • Bolacha;
  • Salgadinhos;
  • Chocolate;
  • Doces;
  • Geleia;
  • Alimentos processados;
  • Comidas pré-prontas;
  • Produtos congelados;
  • Molhos em geral;
  • Maionese;
  • Picles;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Café;
  • Chiclete;
  • Pastilha de menta;
  • Refrigerantes (mesmo diet e zero) e outras bebidas gaseificadas;
  • Alimentos com agrotóxicos;
  • Comidas fontes de gorduras trans.

Leave a Comment: